top of page
Buscar

Uma linha do tempo da história da Psicologia moderna.

Conforme estudos a palavra psicologia surgiu no século XVI.




1879

Primeiro laboratório de psicologia


Na Alemanha, Wilhelm Wundt abre o primeiro laboratório experimental em psicologia na Universidade de Leipzig. Entre os alunos de Wundt, incluem Emil Kraepelin, James McKeen Cattell e G. Stanley Hall.


1883

Primeiro laboratório de psicologia americano


G. Stanley Hall, um estudante de Wilhelm Wundt, estabelece o primeiro laboratório de psicologia experimental dos EUA na Universidade Johns Hopkins.


1886

Primeiro doutorado em psicologia


O primeiro doutorado em psicologia é dado a Joseph Jastrow, aluno de G. Stanley Hall na Universidade Johns Hopkins. Jastrow mais tarde torna-se professor de psicologia na Universidade de Wisconsin e torna-se presidente da Associação Americana de Psicologia em 1900.


1888

Primeiro professor de psicologia


O título acadêmico "professor de psicologia" é dado a James McKeen Cattell em 1888, este foi o primeiro uso dessa designação nos Estados Unidos. Estudante de Wilhelm Wundt, Cattell é professor de psicologia na Universidade da Pensilvânia e na Universidade de Columbia.


1892

APA é fundada


G. Stanley Hall funda a "American Psychological Association" (APA). Mais tarde, ele estabelece duas revistas importantes no campo: "American Journal of Psychology" (1887) e "Journal of Applied Psychology" (1917).


1896

Funcionalismo


O funcionalismo, uma das primeiras escolas de psicologia, concentra-se nos atos e funções da mente, e não em seus conteúdos internos. Seus mais proeminentes defensores americanos são William James e John Dewey, cujo artigo de 1896 "The Reflex Arc Concept in Psychology" promove o funcionalismo.


Psicanálise


O médico fundador da psicanálise, Sigmund Freud (Freiberg, 1856 – Londres, 1939), introduz o termo em um artigo acadêmico na Alemanha. A abordagem psicanalítica de Freud afirma que as pessoas são motivadas por impulsos e conflitos poderosos e inconscientes. Ele desenvolve uma terapia influente baseada nesta afirmação, usando associação livre e análise de sonhos.


Estruturalismo


Edward B. Titchener publica seu Esboço de Psicologia. O estruturalismo concentra-se no conteúdo da mente, contrastando com o funcionalismo.

Primeira clínica de psicologia


Após liderar um laboratório na Universidade da Pensilvânia, Lightner Witmer abre em 1896 a primeira clínica psicológica do mundo para pacientes, mudando seu foco do trabalho experimental para a aplicação prática de suas descobertas.


1900

Interpretação dos Sonhos


Sigmund Freud introduz sua teoria da psicanálise em "Die Traumdeutung", o primeiro de 24 livros que ele escreveria explorando tópicos como o inconsciente, técnicas de livre associação e sexualidade como força motriz da psicologia humana.


1901

Manual de Psicologia Experimental


Com a publicação do Manual de Psicologia Experimental, Titchener introduz o estruturalismo nos Estados Unidos. Titchener altera conceitos de Wundt. O estruturalismo desaparece após a morte de Titchener em 1927.


1904

Primeira mulher presidenta da APA


Mary Calkins é eleita presidente da APA. Calkins, professora e pesquisadora do Wellesley College, estudou com William James na Universidade de Harvard, mas Harvard negou-lhe um PhD por causa de seu gênero.


1905

Testes de QI desenvolvidos


Usando testes padronizados, os franceses Alfred Binet e Theodore Simon desenvolvem uma escala de inteligência geral com base na idade mental. Pesquisadores posteriores refinam este trabalho no conceito de quociente de inteligência (QI, idade mental em relação à idade física). Desde o início, a precisão e a imparcialidade desses testes são desafiadas.


1908

Uma mente que se encontrou


Clifford Beers publica "A Mind That Foundelf", detalhando suas experiências como paciente em asilos mentais do século XIX. Pedindo um tratamento mais humano dos pacientes e uma melhor educação sobre doenças mentais para a população em geral, o livro inspira o movimento de higiene mental nos Estados Unidos.


1909

Psicanalistas visitam a Clark University


Sigmund Freud e o psiquiatra Carl Jung visitam os Estados Unidos para um simpósio de psicanálise na Universidade Clark, organizado por G. Stanley Hall.


1913

Behaviorismo

O norte-americano John B. Watson foi influenciado pelo russo Pavlov, o qual venceu o Nobel de fisiologia/medicina em 1904. Watson publica em 1913 "Psychology as the Behaviorist Views It", lançando o behaviorismo. Em contraste com a psicanálise, o behaviorismo se concentra no comportamento observável e mensurável.


Psicologia analítica


Em 1913, Jung se separa de Freud. O conhecido livro Os Arquétipos e o Inconsciente Coletivo foi publicado em 1959. Jung faleceu em 1961.


1917

Testes de inteligência do exército implementados


Testes padronizados de inteligência e aptidão são administrados a dois milhões de soldados dos EUA durante a Primeira Guerra Mundial. Logo depois, esses testes são usados em todos os ramos das forças armadas dos EUA e em muitas áreas da vida civil, incluindo ambientes acadêmicos e de trabalho.


1920

Primeiro doutorado afro-americano em psicologia


Francis Cecil Sumner era mentorado por G. Stanley Hall. Sumner se tornou PhD em psicologia na Clark University. Mais tarde serve como presidente do departamento de psicologia da Howard University.


1921

Teste de Rorschach foi criado


O psiquiatra suíço Hermann Rorschach cria um teste de personalidade baseado nas interpretações dos pacientes sobre manchas de tinta.


1926

Publicação de Jean Piaget


O psicólogo suíço Jean Piaget publica A Representação do Mundo na Criança, trazendo ao estudo da cognição a criança em desenvolvimento.


1927

Clínica Menninger


Primeiro prêmio Nobel de pesquisa psicológica.


1929

Eletroencefalograma inventado


O psiquiatra Hans Berger inventa o eletroencefalograma e testa em seu filho. O dispositivo representa graficamente a atividade elétrica do cérebro por meio de eletrodos conectados à cabeça.


1932

Psicanálise de Crianças


A coletânea Psicanálise de Crianças foi publicado em 1932 por Melanie Klein.


1933

Perseguição nazista


Depois que o partido nazista ganha o controle do governo na Alemanha, estudiosos e pesquisadores em psicologia e psiquiatria são perseguidos. Muitos, incluindo Freud, cujos livros são proibidos e queimados em manifestações públicas, mudam-se para a Grã-Bretanha ou para os Estados Unidos.


1935

Alcoólicos Anônimos surgiram nos Estados Unidos


O formato de reuniões de grupo e o programa de 12 passos do AA tornam-se o modelo para muitos outros grupos terapêuticos de apoio mútuo.


Psicologia da Gestalt


Kurt Koffka (Berlin, 1886 – 1941, Northampton), um dos fundadores do movimento, publica "Principles of Gestalt Psychology" em 1935. A psicologia da Gestalt afirma que os fenômenos psicológicos devem ser vistos não como elementos individuais, mas como um todo coerente. Para Kurt Lewin (1890 – 1947), o campo é a totalidade da situação na qual o sujeito vive.


1936

A Vegetoterapia


A Vegetoterapia foi criada por Wilhelm Reich, o qual foi expulso da Sociedade Internacional de Psicanálise em 1936. A abordagem desenvolvida por Reich lançou a base da maioria das terapias corporais.


1938

O comportamento dos organismos


BF Skinner (Susquehanna, Pensilvânia, 1904 – Cambridge, 1990) publica "The Behavior of Organisms" em 1938, introduzindo o conceito de condicionamento operante. O trabalho atrai atenção generalizada para o behaviorismo e inspira pesquisas de laboratório sobre condicionamento.


1946

O tratamento psicanalítico das crianças


Anna Freud publica "The Psychoanalytic Treatment of Children", introduzindo conceitos na teoria e prática da psicanálise infantil.


1953

Padrões Éticos da APA


A "American Psychological Association" publica a primeira edição do "Ethical Standards of Psychologists". O documento passa por revisão contínua e agora é conhecido como Princípios Éticos de Psicólogos e Código de Conduta da APA.


1954

Psicologia humanista


Na esteira da psicanálise e do behaviorismo, a psicologia humanista surge como a "terceira força" da psicologia. Liderada pelos norte-americanos Carl Rogers e Abraham Maslow, o qual publica Motivação e Personalidade em 1954. A abordagem humanista centra-se na mente consciente, no livre arbítrio, na dignidade humana e na capacidade de autorrealização.


1956

Psicologia cognitiva


Inspirados pelo trabalho em matemática e outras disciplinas, psicólogos se concentram em estados e processos cognitivos. Em 1956, George A. Miller publica "O número mágico sete, mais ou menos dois".


1960

Terapia Cognitivo-Comportamental


Das pesquisas com pacientes deprimidos no começo dos anos 60, surgiu a Terapia Cognitivo-Comportamental, e os responsáveis pelo surgimento foram o psiquiatra norte-americano Aaron Beck e colaboradores.



Muitos outros nomes poderiam ser incluídos nesta linha do tempo, como, por exemplo, Pichon Rivière (Genebra,1907 – Buenos Aires, 1977), Bleger (Santa Fé, 1922 – Buenos Aires, 1972) e Moreno (Bucarest, 1892 – Beacon, 1974).

Os psicólogos que são mais importantes para mim:


Jung

Freud

Skinner

Aaron Beck e colaboradores

Carl Rogers

Wilhelm Reich

Fritz Perls e colaboradores

Piaget



A respeito da história da psicologia no Brasil, neste link tem uma linha do tempo do CRP SP:


Tem também um vídeo do CRP RS:


Para a linha do tempo, escolhi conteúdo desta fonte:

Traduzi e inclui conteúdos meus.


Imagem de StockSnap por Pixabay

Posts recentes

Ver tudo

Obstáculos ao crescimento de acordo com Adler.

Tendo-se em vista os obstáculos que de inúmeros lados se deparam a criança, não é de estranhar que as suas respostas nem sempre sejam adequadas. Seus hábitos psíquicos apenas começam a se desenvolver,

Comments


bottom of page